Rega de maconha: tudo sobre como manter sua planta hidratada e saudável

A rega de maconha é parte essencial do seu cultivo e é preciso estar atento para evitar que sua cannabis morra de sede, mas sem regar demais. A quantidade de rega de maconha vai depender do meio de cultivo utilizado, do tamanho do pé, do estágio de crescimento, da temperatura e da umidade do ambiente. 

Reunimos as principais informações para que você consiga regar sua planta da melhor maneira possível, fazendo com que ela cresça hidratada e saudável, gerando muitas flores. 

Quando fazer a rega de maconha

Quanto maior a planta, mais raízes para absorver a água e mais rápido o vaso irá secar. Por isso, vasos muito grandes no estágio em que a planta está brotando podem dificultar a evaporação e fazer com que você acabe regando demais. 

Para não ter erro, a melhor técnica para saber quando realizar sua rega de maconha é verificar se o meio de cultivo está seco até cerca de 4 cm de profundidade. Como fazer isso? Basta enterrar um palito de picolé ou de churrasco, ou até o seu dedo, na terra e observar o resultado. Se estiver úmido ou sujo de barro, ainda é muito cedo para regar, se sair limpo, é hora da rega. 

Observar o peso do vaso molhado e seco também podem te ajudar na observação e indicar se a planta precisa ou não ser regada. 

legalização da maconha

Como preparar a água

Uma rega de maconha ideal deve conter a metade da capacidade do vaso de água. Mas não basta tirar água da torneira e colocar. A água que vem do encanamento contém cloro e, o ideal, é que você deixe a água descansar por 12h em um recipiente aberto para que esse cloro evapore antes da rega. 

Os fertilizantes e nutrientes podem ser adicionados à água da rega da maconha, mas é preciso ter alguns cuidados. Para que o escoamento elimine nutrientes acumulados no solo, adicione 10% a mais de volume a ser regado. 

Também é essencial medir o PH da água a ser regada, que deve ser 6.3. O PH incorreto impede a absorção de nutrientes e seu pé de maconha pode apresentar sintomas de deficiência de nutrientes, mesmo que eles não estejam em falta. Utilize as soluções de “PH Up” e “PH Down” para ajustar o PH da sua água. 

Outra dica é ter cuidado para não matar sua planta por excesso de nutrientes. Só forneça nutrientes quando o seu pé estiver desenvolvendo o terceiro nós de folhas. 

Sabe a diferença entre descriminalizar e legalizar a maconha?

Dicas para fazer a rega de maconha

Utilize um regador e molhe devagar

Ao fazer sua rega de maconha, vá despejando água aos poucos. Você pode usar um regador ou uma garrafa PET furada. Dessa forma, o meio de cultivo terá tempo de absorvê-la, evitando a formação de canais de água e movimentação do solo. 

Monte bem o seu vaso

A drenagem também é outro fator importante. Caso o solo esteja muito compacto, adicione perlita ao solo ou argila expandida ao fundo. Vasos com muito furos, ou feitos de material respirável, facilitam a oxigenação das raízes. Já falamos sobre os acessórios para cultivo de cannabis aqui. 

Atenção aos sintomas da planta

A planta dá sinais de que precisa de água ou que há água em excesso. Quando há falta de água, as folhas ficam murchas e secas. Quando há excesso, as folhas ficam amarelas ou marrons, podendo chegar a ter pontos de crescimento de fungos e bactérias. 

mercado canábico

Técnica de flushing

O flushing é uma técnica de rega de maconha que consiste em despejar uma grande quantidade de água pura, cerca de duas a quatro vezes o volume do vaso, para enxaguar todo meio de cultivo, eliminando resíduos. 

Essa técnica deve ser usada quando há acúmulo de nutrientes e fertilizantes que impedem a planta de absorver nutrientes e minerais, fazendo com que os sintomas de deficiência apareçam. 

A água deve ter o PH controlado, entre 6 e 7, e deve ser despejada devagar e com cuidado sem derramar pelas bordas do vaso. O flushing pode ser usado uma vez a cada 10 a 14 dias para evitar o acúmulo de nutrientes, uma vez ao mudar do estágio vegetativo para o de floração e por alguns dias após o início da colheita. Essa última opção impede que os nutrientes se acumulem nas flores e alterem o sabor, cheiro e quantidade de fumaça da sua planta. 
Quer saber mais sobre rega de maconha e outras informações necessárias para seu próprio cultivo de cannabis? Acesse nosso canal no YouTube e faça parte do grupo Usuário Livre!

Deixar uma resposta