Tratamento de pets com Cannabis: como ele pode ajudar os animais

A Cannabis pode ser usada como medicamento para diversas doenças, seja usando o CBD ou mesmo o THC. Mas a pauta hoje não é o uso medicinal em humanos, mas o tratamento de pets com Cannabis. Isso mesmo, pets e Cannabis tem tudo a ver e vamos te mostrar isso hoje. 

Nós entrevistamos a Giulia Steinbach, especialista em Medicina Integrativa e Cannabis Medicinal, para o KunkCast, nosso podcast canábico que vai ao ar no YouTube toda terça-feira às 19h. 

Continue acompanhando para saber mais sobre o tratamento de pets com Cannabis e confira o bate papo completo no final do post. 

Função da Cannabis na Medicina Integrativa

A Medicina Integrativa busca integrar a medicina convencional, que foca no tratamento através de medicamentos, com práticas complementares, como acupuntura, aromaterapia, tratamento com Cannabis, entre outros. 

Geralmente, esse tipo de tratamento em conjunto é usado em doenças órfãs, que abrangem doenças genéticas, câncer, doenças autoimunes, degenerativas e infecciosas. A Medicina Integrativa também pode ser usada em doenças que não tenham cura ou que não tenham nenhum tratamento padrão considerado eficaz. 

O tratamento de pets com Cannabis pode ajudar animais que tenham sintomas fortes que podem durar o resto da vida e assim, oferecer mais qualidade de vida para o animal. A Giulia diz que o tratamento não é focado em animais que estejam no final da vida, que alguns pacientes novos já podem fazer uso de um medicamento canábico e, com o tempo, abrir mão dos medicamentos padrão. 

produtos à base de cannabis

Tratamento de pets com Cannabis

Não são todos os animais que podem fazer o tratamento de pets com Cannabis. De acordo com Giulia, essa opção não é uma cura milagrosa e cada caso deve ser analisado por um profissional especializado. 

Os animais possuem muito mais receptores que os humanos e, por isso, são muito mais sensíveis aos medicamentos. Além da quantidade da dosagem, é possível que o tratamento tenha efeitos colaterais e por isso o acompanhamento médico é tão importante. 

O tratamento de pets com Cannabis é usado para reduzir dores, crônicas ou agudas, analgesia, processos inflamatórios e doenças infecciosas, disfunção cognitiva (Alzheimer canino) e tumores. Também pode ser usado em animais que vão fazer quimioterapia, radioterapia ou uma cirurgia para diminuir os efeitos colaterais desses procedimentos. 

Se você é um tutor e quer buscar um veterinário que faça o tratamento de pets com Cannabis, é importante pesquisar se esse profissional entende do assunto e que seja especialista na área da doença em questão. 

Como funciona o acesso ao medicamento

O processo de compra dos medicamentos à base de Cannabis para pets é o mesmo usado para pessoas. Confira o artigo Como importar CBD: o verdadeiro passo a passo para mais informações sobre a importação. 

De acordo com a Giulia, muitos tutores dos seus pacientes conseguem o medicamento através de associações, como ABRACE e Abraflor. O veterinário oferecerá toda a documentação necessária, como laudos e receita, para que a importação seja feita através da Anvisa. 

Assim como o tratamento de humanos, o tratamento de pets com Cannabis deve ser feito com medicamentos originais, em que é possível saber a dosagem certa e todos os cuidados necessários para um tratamento eficiente. 

Como ser um veterinário que prescreve Cannabis

Não é necessário ter um certificado ou fazer um curso específico para que um veterinário faça uma prescrição de um medicamento canábico. Mas Giulia alerta sobre a importância de conhecer os efeitos da Cannabis e oferecer um tratamento efetivo para os pacientes. 

Ela oferece cursos para veterinários que queiram aprender mais sobre o tratamento de pets com Cannabis, você pode conferir as informações do curso aqui. 

Se você quer saber mais sobre o tratamento de pets com Cannabis e conferir a conversa completa com a Giulia Steinbach, confira o vídeo completo: 

Deixar uma resposta