Política de drogas: ter visibilidade pode mudar o cenário do país?

Todo brasileiro sabe que a política de drogas do nosso país não é usada para regulamentar ou oferecer um consumo consciente, mas para criminalizar, principalmente a parcela mais pobre e preta da população. 

Uma das formas de reverter esse cenário, criar uma política de drogas mais inclusiva e garantir a descriminalização da Cannabis é trazendo visibilidade para essa causa e debatendo sobre a melhor opção para o país e seus habitantes. Entenda mais sobre a política de drogas do Brasil e como levar visibilidade para essa luta pode mudar o cenário do país. 

Como está a política de drogas hoje no Brasil?

De acordo com o Índice Global de Políticas de Drogas, temos a pior política de drogas do mundo, levando em consideração itens como combate repressivo às drogas, sistema criminal de justiça, redução de danos e acesso a medicamentos. 

O relatório internacional avaliou 30 países em uma escala de 0-100, dando 26 pontos ao Brasil, ficando na última colocação, e 74 para Noruega, que ocupa o primeiro lugar. A média dos países ficou em 48 pontos. Isso mostra como nossa política de drogas é proibicionista e repressiva. 

Quando há a legalização de uma droga, assim como já fizemos com o cigarro, há uma regulamentação através de políticas públicas com o setor privado atuando dentro de normas estabelecidas para produzir, distribuir e vender. 

Por que a indústria de Cannabis no Brasil não decola?

Ter visibilidade pode mudar o cenário do país?

Como mudar essa política de drogas? A partir de debates e discussões sobre o tema. Somos um país que tem muito tabu em cima do que não é conhecido e discutido. Muitos brasileiros, por falta de conhecimento ou por conhecerem casos isolados, muitos deles relacionados ao tráfico, tendem a abominar qualquer tipo de droga (tirando o álcool, o cigarro e os medicamentos, né?). 

Precisamos difundir a ideia de usar a Cannabis como forma de tratamento médico e de lazer. Se observarmos a questão do uso medicinal, há alguns anos isso não era discutido ou sequer possível no país. Com os pacientes e familiares lutando na justiça, aparecendo em noticiários e exigindo seus direitos de compra ou de cultivo, esse assunto ganhou notoriedade. 

Como encontrar médico prescritor de Cannabis no Brasil?

Hoje, a Anvisa já autorizou a importação de diversos produtos à base de Cannabis, assim como a produção no Brasil por algumas indústrias ou associações de pacientes. 

Quanto mais visibilidade a luta pela descriminalização da Cannabis tiver, mais fácil será pressionar governantes para uma nova política de drogas. E como trazer mais visibilidade para a luta? Uma das formas é fortalecer o mercado. Hoje há diversas opções de negócios canábicos viáveis e legais no Brasil. Tanto é que empreender no mercado de Cannabis ganhou nome: hempreendedorismo

Além das heads shops, tabacarias especializadas no uso de Cannabis, e as growshops, lojas voltadas para pessoas que querem fazer cultivo doméstico da planta, há opções menos populares, mas que fortalecem o mercado do mesmo jeito. Portais de conteúdo, instituições medicinais, startups, eventos e empresas de dados são algumas delas. Falamos mais sobre esses sete modelos de hempreendedorismo viáveis no Brasil aqui. 

Hempreendedorismo: 5 dicas para empreender no mundo canábico

Como fortalecer o hempreendedorismo?

A principal forma de fortalecer o hempreendedorismo é consumindo dessas empresas. Divulgá-las para amigos, em suas redes sociais ou no boca a boca, também pode ajudar esses negócios e aumentar a visibilidade em torno desse tipo de empreendimento. 

Outra forma é se tornando um hempreendedor e fazendo parte do mercado. Aqui na Kunk.Club, já tivemos contato com diversos negócios canábicos diferentes além de nós, e, por uma demanda do mercado, resolvemos criar a Escola do Hempreendedorismo

Participe da próxima turma e conheça o passo a passo para montar o seu negócio no mercado canábico brasileiro de forma lucrativa e legalizada clicando aqui! 

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *