Mitos sobre o cultivo de maconha: como começar

Há vários mitos acerca do cultivo de maconha. Além da legislação, há diversas dúvidas de como cultivar e do que é necessário para plantar. Na verdade, não precisa de muito para começar a cultivar. E é disso que vamos falar neste artigo, acompanhe! 

Há vários mitos acerca do cultivo de maconha. Além da legislação, há diversas dúvidas de como cultivar e do que é necessário para plantar. Na verdade, não precisa de muito para começar a cultivar. E é disso que vamos falar neste artigo, acompanhe! 

Quebrando a barreira do medo

O primeiro passo é quebrar a barreira do nosso próprio medo do cultivo de maconha. Crescemos em uma cultura que sempre proibiu e repreendeu, tanto o uso quanto o cultivo da maconha, então é normal sentir medo de cultivar. 

Muitas pessoas não iniciam o cultivo de maconha por medo de ser criminoso. A sensação de quem cultiva é de que está todo mundo te vigiando e te observando. Esse medo é completamente cultural. Quando passamos a vida toda ouvindo que uma coisa é errada e ruim, fica mais difícil se livrar desses pensamentos. 

Acontece que a legislação já evoluiu muito e trouxe benefícios para os cultivadores de maconha no Brasil. Para saber mais, confira o artigo Aspectos jurídicos no cultivo de cannabis: o que mudou com a decisão do STJ. 

Um ciclo demora cerca de quatro a cinco meses. Depois desse processo, o cultivador percebe que é possível fazer essa quebra cultural e que pode ser ainda mais seguro criar suas próprias plantas. 

Geralmente as pessoas saem de uma situação de marginalização, em que não se sentem à vontade ou totalmente seguros, para uma situação em que ganham vínculo com a planta, têm menos medo, mais qualidade e mais informação. 

cultivo-de-maconha

Como começar seu cultivo de maconha

Semente

Iniciar o cultivo de maconha no Brasil não é tão fácil, principalmente pela falta de acesso. Conseguir uma semente é o passo mais complicado. Muitas pessoas não tem crédito, não tem confiança para comprar em um banco de sementes, a comercialização no país ainda é pequena. 

Se você quer ter uma experiência de cultivo de maconha, pode começar com a semente “de prensado”, que é mais fácil de conseguir e você não vai ter muito prejuízo se errar e precisar tentar de novo. 

Se possível, invista em uma semente de boa qualidade, com boa genética. O tempo que você vai levar para cultivar, vai garantir uma boa colheita, com menos imprevistos e mais chances de dar uma boa quantidade de maconha. 

Ambiente

Você pode ter seu cultivo de maconha indoor ou outdoor. Se você tem a opção de cultivar ao ar livre, é a opção mais barata. Só é necessário ter cuidado com a sazonalidade, mas no Brasil é possível cultivar praticamente o ano todo. 

Se for cultivar dentro de casa, precisa de uma estufa. Geralmente as de 60×60 ou 80×80 já são suficientes para quem consome até 40g de maconha por mês. A luz vem de uma lâmpada de led, o ideal é usar um Quantum Board, um painel que tem mais eficiência luminosa. Também será necessário ter um ventilador, um timer para ajustar a quantidade de luz e de quatro a seis vasos.  

Solo

O solo é o item mais fácil de conseguir. Aqui no Brasil, o solo já é muito bom para o cultivo, então basta você usar uma terra boa. Existem solos específicos para o cultivo de maconha, mas não precisa começar por eles. O ideal é usar vasos que não sejam de plásticos. Os respiráveis, trançados, furados ou de feltro, são melhores para as raízes. 

Não tem certo ou errado, tem experiência

Com o tempo você vai aprendendo, pode ir melhorando as técnicas e investindo em mais material. Não é necessário comprar um super kit para iniciar, é possível começar com o básico. 

O hábito e o ritual é mais importante. Comece experimentando as técnicas que você mais se interessou e achou mais interessante. Com o tempo você vai descobrir a melhor técnica para você e que caiba na sua rotina. 
Quer saber mais sobre cultivo de maconha? Confira nosso KunkCast!

Deixar uma resposta