Iluminação no cultivo indoor: tipos de lâmpadas e funcionalidades

A iluminação no cultivo indoor é um dos aspectos mais importantes para se ter uma colheita de qualidade. 

Na hora de escolher a iluminação ideal, deve-se levar em consideração o espaço total, a área de iluminação desejada, quantidade de plantas previstas, intensidade da iluminação de acordo com o ambiente, ventilação do local, produção desejada e o consumo de energia almejado. 

Reunimos os principais tipos de lâmpada que temos no mercado e as informações necessárias para você entender o que é necessário para começar e ter uma iluminação no cultivo indoor de qualidade. 

Tipos de lâmpadas ideais para seu cultivo

Uma iluminação insuficiente ou em excesso, além de dar prejuízo financeiro, pode acabar com a sua colheita. 

Por isso é fundamental entender as especificidades e características de cada lâmpada para escolher a iluminação no cultivo indoor ideal. 

Lâmpadas fluorescentes

As lâmpadas fluorescentes são de cor azulada e colaboram para o crescimento vegetativo da planta. 

Elas são pouco potentes, por isso é necessário usar lâmpadas grandes ou com mais quantidade de fluorescentes para alcançar a luminosidade correta para o grow. 

Sendo assim, elas são mais indicadas para mudas pequenas, que sejam cultivadas em locais menores.

Cânhamo como fonte de proteína: melhor que ervilha e frango

Lâmpadas HQI (de vapor metálico)

As lâmpadas HQI também são azuladas e indicadas para a fase vegetativa da planta. 

A diferença está na potência, elas emitem mais lumens e possuem uma temperatura de cor de 6500K. 

Ao usar esse tipo de iluminação no cultivo indoor é preciso ter cuidado com a ventilação e refrigeração do local, já que eles esquentam o ambiente. 

Lâmpadas HPS (de vapor sólido) 

Já as lâmpadas HPS são amareladas e indicadas para a fase floral. 

Também é preciso ter o cuidado com a temperatura e umidade dentro do grow, porque elas esquentam bastante. 

Além do sistema de exaustão, é indicado que as lâmpadas não fiquem muito próximas às plantas para não correr o risco de queimar as folhas. 

História da maconha no Brasil

Lâmpadas de LED

A mais moderna de todas as formas de iluminação no cultivo indoor, as lâmpadas de LED consomem menos energia e fornecem espectros de luz específicos para cada fase de crescimento das plantas. 

O LED abrange totalmente o espectro de luz com ênfase nas cores azul e vermelho, que são as principais cores utilizadas pelas plantas. 

Além da economia energética, o sistema de lâmpadas LED é mais silencioso, demanda menos estrutura de equipamentos, dura mais, gera menos calor e mais segurança nas instalações. 

Escolha a iluminação no cultivo indoor a partir das suas necessidades

Como deu para perceber, cada uma das lâmpadas disponíveis vai atender aspectos diferentes e uma fase específica do cultivo indoor.

Resumindo: 

  • Lâmpadas fluorescentes: são de cor azul, contribuem para o crescimento da lâmpada e são ideais para mudas pequenas;
  • Lâmpadas HQI: são de cor azul e ideias para a fase vegetativa; 
  • Lâmpadas HPS: são amarelas e indicadas para a fase floral;
  • Lâmpadas de LED: fornecem espectros de luz específicos para cada fase de crescimento das plantas. 
Por dentro do curso de graduação em maconha nos Estados Unidos

Então, se você quer investir em apenas um tipo de iluminação no cultivo indoor,  escolha a lâmpada de LED, já que pode fornecer luz para as diferentes fases da planta. 

Na fase vegetativa você também pode usar as lâmpadas fluorescentes e HQI, enquanto na floração as lâmpadas HPS. 

Quer saber mais sobre o cultivo de Cannabis e receber dicas exclusivas?

Venha para o grupo #UsuárioLivre! 

Oferecemos descontos especiais, sorteios dos nossos parceiros, como Papelito e The Bud Bag, e acesso prioritário às novas peças e coleções especiais da loja da Kunk.Club

Além de conteúdos exclusivos e bate-papos online com a comunidade fechada, onde os participantes podem se conhecer e interagir em um espaço totalmente aberto e livre de censura, o lugar ideal para bater um papo sobre a cannabis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *