Como escolher a genética da planta no plantio de Cannabis

Usuários de Cannabis já sabem que há diferentes tipos de Cannabis, que geram benefícios diferentes para quem consome. Isso ocorre por conta da genética da planta. Hoje existem milhares de espécies e strains (cepa ou linhagem da planta), com quantidades diferentes de canabinóides (CBD e THC, principalmente). 

Essa variedade pode causar confusão para aqueles que querem escolher a genética da planta para iniciar o cultivo. Pensando nisso, trouxemos as informações que você precisa para entender sobre os diferentes tipos para escolher a semente de Cannabis perfeita para o seu perfil

O que é a genética da planta e o que ela influencia?

Consumir o tipo de Cannabis certo é uma forma de reduzir dados e, no caso do uso medicinal, obter o tratamento ideal para a enfermidade. Como falamos anteriormente, os strains ou cepas são a linhagem da planta e vão definir o perfil químico da erva. 

Hoje, a genética da planta é dividida entre sativa, indica e híbrida, que falaremos a seguir. Conhecer essa divisão permite que os usuários entendam as particularidades de cada uma e possam saber quais efeitos esperar de cada uma. No geral, a maioria das espécies no mercado são híbridas, com variações percentuais de sativa e indica. Por isso, entender as características de cada uma delas é essencial. 

Utilização de Melaço-de-cana na nutrição de Cannabis sativa

Tipos de Cannabis

Sativa

Nas plantas sativas, os índices de THC são mais elevados que os de CBD. Isso dá à planta um caráter mais estimulante, um aumento de energia física, melhoras no humor, pensamentos mais soltos, acelerados e propensos à criatividade. 

Ela é indicada para aqueles que querem fazer atividades ao ar livre, com interação de outras pessoas, já que pode te deixar mais sociável e até mais tagarela. Também é usada para criar e clarear as ideias, abrindo portas para novas possibilidades. As cepas sativas mais conhecidas são: Jack Herer, Sour Diesel, Green Crack e Lemon. 

Indica

As plantas indicas são o oposto das sativas e possuem mais índices de CBD do que de THC. Isso faz com que elas provoquem relaxamento, tanto dos músculos como da mente, trazendo uma sensação de conforto, analgesia e calma. Apesar de mais leve, a mente continua focada no momento presente. 

Ela é a escolha certa para quem quer relaxar depois de um longo dia, reduzir stress e ansiedade e ajuda a dormir melhor. Ou seja, se você quer curtir um dia preguiçoso, ouvir músicas relaxantes, ter conversas reflexivas e curtir uma larica, vai na indica. Os tipos de cepa mais populares são: Bubba Kush, Afghani e Northern Light.

Híbrida

As variedades de plantas híbridas são o melhor dos dois mundos. Elas conciliam os efeitos do THC e do CBD, apresentando níveis equilibrados de acordo com a intenção da hibridização. Cada cepa terá suas próprias características, então vale pesquisar bastante antes de comprar suas sementes. 

Tratamento de pets com Cannabis

Há diferença no tipo de cultivo?

Além dos efeitos, há diferenças entre o tipo de cultivo dependendo da genética da planta. As sativas são naturais dos países de clima quente, por isso exige bastante luz solar. Elas também são maiores, podendo chegar até dois metros de altura. 

Já as indicas são naturais de regiões com clima ameno, necessitam menos luz solar e crescem menos, em torno de um metro de altura. Elas também levam menos tempo para atingir a maturidade. 

Algumas plantas híbridas são produzidas para otimizar o cultivo, unindo os pontos positivos de cada uma das espécies. Por isso, na hora de escolher o tipo de genética da planta e comprar sua semente, as lojas oferecem dicas de como cuidar daquela espécie específica, o que pode ajudar a ajustar o seu cultivo para aquela espécie específica. 

Growshop: passo a passo para montar uma

Como escolher?

Depois de entender os efeitos e características das plantas sativas, indicas e híbridas, é possível escolher a genética da planta baseada em seu perfil. Para isso, você deve responder algumas perguntas: Quais efeitos você procura? Quais atividades quer fazer chapado? Quais strains possuem os componentes que você precisa? Quais se adaptam ao espaço e tipo de cultivo que eu tenho? 
Respondendo essas perguntas, você vai saber qual a genética da planta ideal. Se quer trocar ideias sobre cultivo de Cannabis, ganhar desconto em produtos e acompanhar um cultivo de perto com dicas de melhorias, faça parte do grupo #UsuárioLivre!

Deixar uma resposta