Cosméticos de cannabis: entenda tudo sobre esse mercado em expansão

Um levantamento da Grand View Research apontou que, só em 2019, o mercado global de cosméticos de cannabis movimentou US$580 milhões. A estimativa é que até 2025 esse mercado cresça e fature US$1,7 bilhão. 

O que atrai investidores e consumidores, além do fator de novidade, é a eficácia dos produtos. Eles são feitos a partir da infusão de princípios ativos da planta, como o canabidiol (CBD), que tem ação antioxidante e anti-inflamatória. 

No Brasil ainda não é possível comprar cosméticos de cannabis, mas há um projeto de lei 399/2015 que aguarda deliberação da Câmara dos Deputados. O texto legaliza o uso industrial da cannabis, abrindo portas para a aplicação da cannabis em cosméticos por aqui.

Somos um dos maiores consumidores de produtos de beleza do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, China e Japão. Então já dá para imaginar o impacto que os cosméticos de cannabis podem trazer para o país, certo?

Benefícios dos cosméticos de cannabis

Como falamos anteriormente, um dos principais motivos para o sucesso dos cosméticos de cannabis é sua eficácia devido à sua ação antioxidante e anti-inflamatória. O CBD e o óleo de semente de cânhamo (variação da cannabis com teor de THC) são os principais componentes da planta aproveitados neste segmento. 

produtos à base de cannabis

Esses derivados de cannabis atuam regularizando o organismo através do sistema endocanabinoide, que inclui a parte cutânea. Isso significa que os canabinoides (CBD) interagem diretamente com esse sistema e equilibram as funcionalidades, acalmando e regenerando a pele. O resultado é prevenção do envelhecimento, hidratação, aumento da firmeza e clareamento de manchas. 

Já o óleo de semente de cânhamo é usado na medicina chinesa há mais de 3 mil anos. Ele é rico em ômegas 3 e 6, que são ácidos graxos essenciais que também possuem ação anti-inflamatória, mas agem de outra forma na pele, uma vez que constituem ativos super-regeneradores. Dessa forma, os cosméticos de cannabis à base de cânhamo são perfeitos para a produção de hidratantes, protetores labiais e cremes corporais. 

Marcas que estão se destacando no mercado

The Body Shop

A Body Shop lançou seu primeiro produto, o Hemp Hand Protector, um hidratante para mãos com elementos da cannabis, em 1998. Por muito tempo a marca foi hegemônica em cosméticos de cannabis. Esse é um dos itens mais vendidos do portfólio da empresa e, com o sucesso e a onda de legalização chegando em todo mundo, se tornou uma referência para outras marcas no segmento. 

pote-vidro-kunk-club-especial

Colgate-Palmolive

Em 2020, a Colgate-Palmolive comprou a marca premium de produtos de higiene bucal Hello Products. A empresa já tinha em sua linha a pasta de dentes com infusão de CBD, além de enxaguante bucal, protetor labial e fio dental, entre outros itens com o princípio ativo da cannabis. 

Avon

A Avon, que faz parte do grupo Natura & Co, lançou a linha Green Goddess com óleo facial e hidratantes para rosto e corpo à base de CBD em maio de 2020.  A marca afirma que os produtos podem reduzir irritações, vermelhidão e relaxar a epiderme, provocando efeito rejuvenescedor, calmante e nutritivo.

mulher-tomando-cafe-usuario

Sephora

Em 2018, a rede mundial de varejo de cosméticos Sephora colocou em suas lojas online a Lord Jones, loção para o corpo com CBD na fórmula. O sucesso foi tão estrondoso que, em março de 2020, a procura pelo item no site já tinha crescido mais de 100 mil vezes. 

Pequenos negócios

Além dessas marcas que já estão consolidadas no mercado, há inúmeras marcas menores que estão investindo em cosméticos de cannabis através do hempreendedorismo. Geralmente essas empresas produzem seus itens de forma artesanal e encontraram na cannabis uma alternativa natural e sustentável para atender públicos que valorizam produção manual, veganismo, sustentabilidade e outras características diretamente atrelada à planta.

Deixar uma resposta