Como migrar para o setor de Cannabis no Brasil

Se você ainda tem dúvidas sobre entrar para o setor de Cannabis no Brasil, saiba que essa é a hora certa para começar! 

Como esse é um mercado que está em ascensão, as empresas que estão surgindo conseguem se destacar e se fortalecer, já que a concorrência ainda é pouca. 

E quanto antes você entrar para o setor de Cannabis e adquirir experiência, melhor! 

Confira dicas para migrar do mercado tradicional para o mercado canábico e abrir sua própria empresa em um setor lícito e próspero! 

É possível transferir conhecimento do mercado tradicional para o setor de Cannabis?

Navegar pelo mercado é entender que o setor de Cannabis vai além da Cannabis em si, há todo um ecossistema plugado e diretamente relacionado à cannabis e já em andamento no Brasil. 

É claro que novas profissões surgem com novos mercados, como budtenders, trimmers e especialistas em vaporizadores e outros itens canábicos. 

Confira quantas novas oportunidades de emprego podem surgir com a legalização da maconha aqui. 

Mas o mercado canábico vai muito além! 

Lojas, empresas de tecnologia, comunicação, consultores, criadores de conteúdo, clínicas, automação de cultivo e educação são alguns dos empreendimentos que fazem parte do setor de Cannabis. 

Então, já deu para perceber que esse mercado vai precisar, em grande parte, dos mesmos profissionais que o mercado tradicional, certo?

E é aí que você pode se destacar! 

É possível trabalhar com o que você já conhece e tem experiência, e adaptar seus conhecimentos para o setor de Cannabis. 

Por dentro do curso de graduação em maconha nos Estados Unidos

Como começar no setor de Cannabis?

O primeiro passo para iniciar dentro do setor de Cannabis é ter compromisso com a causa. 

Estar no mercado canábico exige não só uma compreensão sobre os usos da planta, mas um entendimento da Cannabis no seu contexto social e lutar pela necessidade de um marco regulatório para pôr fim à “guerra às drogas”, que vitimiza uma parcela já desprivilegiada da sociedade. 

Além disso, é importante conhecer o mercado e a legislação do país. 

A Cannabis ainda é ilegal no país, mas isso não significa que você não possa entrar nesse mercado e abrir um negócio de forma lícita. 

Confira outras dicas para empreender no mundo canábico aqui. 

O mercado legalizado de maconha no Brasil existe?

Em que parte do setor de Cannabis eu me encaixo?

Essa é a dúvida de muitos hempreendedores ou empreendedores canábicos. 

Você pode abrir uma loja de produtos canábicos, com diferentes vertentes: 

  • Head shops: tabacarias especializadas no uso de Cannabis que oferecem produtos como dichavadores, bong, pipes, piteiras, isqueiros, cinzeiros e outros utensílios que auxiliam o uso. 
  • Growshops: lojas voltadas para pessoas que querem fazer o cultivo doméstico e procuram equipamentos de jardinagem específicos. 
  • Lifestyle canábico: comercialização de roupas e acessórios para esse nicho específico. 

A loja da Kunk.Club tem itens de head shop e lifestyle canábico, por exemplo. 

Também é possível investir em portais de conteúdo, produtos medicinais, empresas de dados e até em eventos canábicos! 

Além de todas essas opções, você pode se especializar para atender outros hempreendedores oferecendo serviços de comunicação, jurídico, financeiro, entre outras possibilidades. 

Quais empresas dominam o mercado canábico norte-americano?

Faça parte da Escola de Hempreendedorismo

Se você se interessou pelo assunto e quer saber mais sobre o setor de Cannabis e as possibilidades de se trabalhar de forma lícita no Brasil, faça parte da Escola de Hempreendedorismo

Papelito, Organika e The Bud Bag são algumas das marcas que trabalham com a gente e que transformaram o sonho do negócio canábico no Brasil em realidade. 

Unimos nosso conhecimento com consultoria e gestão de empresas com a legislação e o entendimento das leis para tornar esses negócios possíveis, além de toda uma experiência com marcas e empresas desse setor em um curso voltado para quem quer entrar de cabeça no hempreendedorismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *