Cannabis antiestresse: como a maconha pode ajudar na ansiedade e no burnout

A saúde mental é um assunto que está cada dia mais na boca das pessoas, assim como os benefícios da Cannabis antiestresse.

Diante de um mundo acelerado e com muitas cobranças, o ritmo de vida da sociedade vem apresentando mais e mais pressões, que podem desencadear um estresse bastante prejudicial aos indivíduos.

Acordar cedo para trabalhar, enfrentar o trânsito, lidar com reuniões diárias e cobranças nas plataformas de comunicação, dar conta das demandas de casa, família, vida social, vida profissional… tudo isso pode ser extremamente desgastante.

E este tem sido um dos motivos de milhões de pessoas ao redor do mundo apresentarem, por exemplo, quadros de ansiedade e burnout.

A Cannabis antiestresse pode ser uma alternativa bastante interessante para enfrentar estes problemas.

A seguir, confira mais sobre esse assunto! 

O que é a ansiedade

A ansiedade é um sentimento natural do ser humano e é um importante fator protetivo.

Hoje, muito se fala dela como um problema sério, mas é preciso entender que, em níveis normais, ela é saudável e necessária para a criação de planos frente ao futuro.

A ansiedade passa a ser um problema quando ela começa a atrapalhar as atividades da vida diária das pessoas.

O sentimento de apreensão, angústia, preocupação excessiva e desespero em tarefas ou momentos que parecem normais caracterizam a presença de uma ansiedade patológica, que se apresenta com alterações nas frequências cardíaca e respiratória, tremores, tensões, alterações digestivas, insônia, inquietação, irritabilidade, dores musculares e na cabeça, dentre outros.

A Cannabis antiestresse tem se mostrado como um excelente medicamento ansiolítico para casos que mostram resistência aos tratamentos convencionais, como afirmam diversas pesquisas.

Tratamento de pets com Cannabis

O que é o burnout

Ao lado da ansiedade, o burnout é um outro problema que afeta milhões de pessoas ao redor do mundo, que vivem sob estresse, e está intimamente relacionado ao esgotamento profissional.

Ao serem expostas a experiências desgastantes no meio de trabalho, cada vez mais pessoas têm percebido a Síndrome de Burnout.

O transtorno pode ser identificado a partir de sinais como mudança repentina de humor, isolamento, lapsos de memória, dificuldade de concentração, ausências no trabalho, pessimismo, ansiedade e depressão.

Profissionais de todas as áreas estão susceptíveis ao burnout.

No entanto, as categorias que mais têm apresentado a síndrome são os profissionais da educação, saúde, assistência social, recursos humanos e segurança pública.

Um dado que tem se mostrado preocupante aponta que mulheres com dupla jornada também estão entre as pessoas mais afetadas com o burnout.

Assim como para a ansiedade, a Cannabis antiestresse apresenta resultados animadores contra o burnout.

Documentários canábicos: filmes e séries para refletir sobre a maconha

Efeitos da Cannabis antiestresse

Muito se fala sobre os efeitos antiestresse da Cannabis e são inúmeras as pesquisas que sustentam esse fato.

Mais um estudo recente, realizado pela Orygen, deu suporte para estes argumentos, mostrando que jovens com ansiedade resistente a medicações convencionais obtiveram uma melhora em 42,6% nos sintomas após 12 semanas de tratamento com canabidiol (CBD).

Considerando que são praticamente irrelevantes os efeitos colaterais da Cannabis antiestresse, a sua utilização na população que sofre com ansiedade pode ser extremamente benéfica.

A pesquisa apontou que os efeitos colaterais apresentados foram apenas fadiga e sedação leves, mas que passavam com o tempo.

Quantas novas oportunidades de emprego podem surgir com a legalização da maconha?

Já os efeitos positivos, foram consideráveis: redução significativa das crises de pânico, da ansiedade situacional, das preocupações excessivas e dos flashbacks.

Com o burnout, não é diferente.

Segundo uma pesquisa publicada no periódico Journal of the American Medical Association (JAMA) e realizada pelo professor da USP, José Alexandre Crippa, a Cannabis antiestresse teve efeitos muito positivos em profissionais da saúde que apresentaram sintomas de burnout durante o enfrentamento à Covid-19.

Segundo o professor, este é um “resultado importante, pois ainda não existe um tratamento farmacológico estabelecido para essas condições”.

Os sintomas de ansiedade tiveram uma redução de 60% após utilização do CBD, a depressão sofreu queda de 50% e o burnout, de 25%.

Mais uma vez, o Brasil se destaca na produção de artigos relevantes sobre o Canabidiol.

A Cannabis antiestresse é uma alternativa natural e eficiente para o tratamento de diversas condições e, por isso, deve ser valorizada, abrindo a oportunidade de criação de novos negócios canábicos.
Se você quer se aprofundar no assunto e investir neste mercado que cresce cada dia mais, venha fazer parte da nossa Escola de Hempreendedorismo!

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.