Cânhamo como fonte de proteína: melhor que ervilha e frango

O cânhamo é uma dentre as diversas variedades em que a Cannabis se apresenta.

Diferentemente da maconha, ele possui baixíssima concentração de THC, não sendo aderida ao uso adulto.

No entanto, são inúmeras as utilidades no meio industrial, farmacêutico e até mesmo alimentício!

Isto chama a atenção, inclusive, para o cânhamo como fonte de proteína!

Se na maconha a parte preferida é a flor, no cânhamo, o caule, as fibras e as sementes são mais aproveitados.

A semente de cânhamo, ou hemp seed, como é conhecida lá fora, possui inúmeras aplicações em receitas, suplementos, entre outros, e é muito aderida em países em que há regulamentação sobre a Cannabis.

Confira mais informações sobre o uso do cânhamo como fonte de proteína, assim como seus nutrientes e formas de consumo. 

Nutrientes

Os benefícios da planta são diversos e a sua semente pode ser considerada um superalimento!

Isto porque, além do cânhamo como fonte de proteína, podemos obter, também, vitaminas, minerais, ácidos graxos, ômega 3, fibras, arginina, aminoácidos, entre outros.

A presença de tantos elementos fundamentais em uma única semente torna o cânhamo um alimento de muita relevância para as pessoas, oferecendo suporte nutricional saudável e saboroso.

Por dentro de uma plantação de maconha: caso Fundação Daya, no Chile

Incluir as sementes de cânhamo na alimentação pode ajudar a reduzir doenças cardiovasculares e renais, regular o colesterol e a glicemia, melhorar a estrutura óssea, entre outros.

Com tantos benefícios, é de se esperar que caminhemos para a regulamentação da Cannabis no Brasil, afinal, o país poderia se beneficiar (e muito) dos investimentos neste mercado!

Cânhamo como fonte de proteína: melhor que ervilha e frango

Se você já está surpreso com as diversas vantagens de se utilizar as sementes, ainda tem mais!

O cânhamo como fonte de proteína pode ser muito aproveitado.

Isto porque, a cada 100g, a semente possui cerca de 32g deste nutriente!

Esta quantidade é maior do que a presente em alimentos convencionais como ervilha, que possui apenas 5g a cada 100g, e frango, que, por sua vez, possui aproximadamente 27g a cada 100g.

5 utilidades do cânhamo que você talvez não conheça

Por ser de origem vegetal, o cânhamo como fonte de proteína se torna muito mais saudável do que carnes e pode ser uma ótima alternativa para os vegetarianos e veganos!

O problema que é comum às proteínas de origem vegetal, a difícil digestão, não ocorre no cânhamo!

A planta possui alta digestibilidade, tornando muito mais fácil para que o organismo aproveite bem os nutrientes.

Formas de consumo

Deixar o preconceito sobre a Cannabis de lado pode abrir um mundo de possibilidades, inclusive no quesito alimentação.

As formas de consumo do cânhamo são das mais diversas e você pode testar várias delas para absorver ao máximo os benefícios da planta.

Uma das formas de se aproveitar o cânhamo como fonte de proteína e outros nutrientes, é pela semente pura, crua ou tostada.

Ela possui um sabor similar ao de nozes e sementes de girassol, indo bem em saladas, frutas ou iogurtes, por exemplo.

O óleo, talvez mais conhecido, é extraído das sementes e pode ser utilizado para substituir azeites, óleos e manteiga mais comerciais.

Uma alternativa saudável e saborosa para os seus pratos!

Legalização medicinal da maconha: quais os impactos no consumo ilegal?

Além disso, é possível utilizar a farinha de cânhamo para a criação de receitas como massas, panquecas e sopas.

Outra maneira de se consumir o cânhamo como fonte de proteína é por meio de suplementos, muito comuns no exterior.

Estes suplementos costumam ser comercializados em pó, de maneira similar ao Whey Protein, auxiliando no ganho de massa muscular!

Infelizmente, no Brasil, só é possível adquirir qualquer produto à base de cânhamo com prescrição médica e uma solicitação junto à ANVISA.

Mas, se você tem a oportunidade de provar no exterior, aproveite todas elas!

Quer saber mais sobre a Cannabis e suas utilidades?
Confira no nosso blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *