Hempreendedorismo: 5 dicas para empreender no mundo canábico

O hempreendedorismo é o ato de empreender dentro do mercado canábico. Apesar da Cannabis ainda ser ilegal no Brasil, é possível investir em alguns setores. Se você também quer investir no hempreendedorismo, confira 5 dicas para empreender no mundo canábico a seguir. 

Como está o mercado canábico brasileiro?

O mercado global de Cannabis atingiu o patamar de vendas de 21,3 bilhões de dólares em 2020. A estimativa é que esse mercado aumente cerca de 17% ao ano até 2026, chegando a 55,9 bilhões de dólares em cinco anos. 

Com a legalização, o Brasil tem grandes chances de entrar para esse mercado e tirar uma parte desse faturamento, podendo chegar a impulsionar 14,4 bilhões de reais. Hoje, ainda que a legislação não permita a ampla comercialização da Cannabis, é possível empreender nesse mercado, conhecido como hempreendedorismo. Heads shops, growshops, mercado farmacêutico e médico, e análise de dados são algumas das possibilidades de investimento aqui no país. 

Tenha compromisso com a causa

O primeiro passo, antes mesmo de começar a investir no hempreendedorismo, é acreditar e ter compromisso com a causa canábica. Muitos empresários se interessam pelo nicho pensando apenas no dinheiro e não consideram o peso social desse universo. 

Estar no mercado canábico exige não só uma compreensão sobre os usos da planta. É necessário entender a Cannabis no seu contexto social e lutar pela necessidade de um marco regulatório para pôr fim à “guerra às drogas”, que vitimiza uma parcela já desprivilegiada da sociedade. 

Como importar CBD

Foque no hempreendedorismo coletivo

Quanto mais empresas existirem no mercado canábico, mais forte será esse nicho. Quanto mais empresas trabalhando de forma lícita e mostrando como esse mercado pode ser rentável, mais força ganhamos para exigir uma mudança na legislação. 

A concorrência no mercado canábico deve ser saudável por motivos de segurança. Ter aliados, dividir erros e acertos e se fortalecer como mercado é importante e essencial para a sobrevivência de todos. 

Seja profissional

O hempreendedorismo possibilitou que empresas multimilionárias ao redor do mundo produzissem e comercializassem produtos à base de Cannabis. Mesmo as pequenas empresas que se destacam mostram que são profissionais, atendem bem, auxiliam os clientes e solucionam os problemas do seu público. 

Esse profissionalismo ajuda a quebrar o estereótipo que associa maconheiros a “doidões” ou “vagabundos” e mostrar que há negócios sérios e bem estruturados dentro do mercado canábico. 

Existe crime de apologia às drogas?

Conheça o mercado

Assim como qualquer outro setor, investir no hempreendedorismo requer conhecimento do mercado. Pesquise, faça cursos, leia os últimos relatórios sobre o tema e fique por dentro de todas as novidades e avanços do mercado. 

Além de te ajudar a estruturar melhor sua empresa e prever possíveis mudanças de comportamento ou perceber necessidades dos consumidores, isso ajuda a fortalecer o mercado canábico, além de poder compartilhar esse conhecimento com outras pessoas interessadas em investir em Cannabis. 

produtos à base de cannabis

Esteja por dentro da lei

Como a Cannabis ainda é ilegal no país, além de conhecer o mercado é necessário estar por dentro de toda a legislação atual. É possível criar negócios canábicos lícitos por aqui, mas a linha ainda é muito tênue. 

Quanto mais você souber sobre os seus direitos e deveres, sobre os pequenos passos que caminham para a legalização e o que é permitido dentro da área que você escolher para o seu negócio, mais seguro você vai estar. 

Se você se interessou pelo hempreendedorismo e quer abrir um negócio lícito de Cannabis no Brasil, conheça a Escola do Hempreendedorismo. Aqui nós disponibilizamos todas as ferramentas e informações necessárias para que você conheça o segmento da indústria de Cannabis, os aspectos jurídicos, legais e regulatórios e tudo o mais que precisa para abrir sua empresa. 

Clique aqui, conheça mais e faça parte da próxima turma!

Deixar uma resposta